Ictiofauna

Ictiofauna

PONTOS DE MONITORAMENTO - 2005/2006

O objetivo foi divulgar e contribuir para a preservação dos pontos de desova e monitoramento dos peixes na área da UHE Itá. Foram distribuídas 4.578 agendas com marcador de texto para alunos de 4ª a 6ª série.

Foi realizado também, um treinamento para 80 professores e entregue para cada um o seguinte material: agenda, régua (marcador de texto), cartilha informativa, calendário, panfletos do projeto e do CDA e régua de peixe em tamanho A4.

Esta régua apresenta os maiores representantes de 90 espécies nativas encontrados na região do Alto Uruguai, conforme pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina desde 1995.

Cada escola recebeu ainda régua de peixe em tamanho A3. Foi montado o “Espaço Cultural da Ictiofauna” nas dependências do CDA, com painéis informativos e uma coleção de peixes taxidermizados, com autorização do IBAMA.

Considerando que esse é um espaço permanente, em 8 meses um total de 13.644 pessoas visitaram o local.

Foram inauguradas nove placas informativas em cada ponto de monitoramento e pesquisa dos peixes, com a participação de 161 pessoas, dentre elas prefeitos, secretários de educação, agricultura, pescadores, professores e alunos.

Em três feiras da região, levou-se o tema “peixes”, atingindo 1.719 pessoas. Em 2006, foi realizado passeio de barco com 60 professores para conhecer três placas fixadas nos pontos de monitoramento, além disso foram ministradas palestras para 960 pessoas das comunidades lindeiras - referente ao tema, e distribuição de 1.740 calendários de mesa, contemplando a participação de cada município no projeto no ano de 2005.

Participaram deste projeto 81 escolas das redes municipal e estadual dos municípios lindeiros ao reservatório da UHE Itá, totalizando 16.488 alunos participantes.