Imprensa

Histórias cruzadas: Severiano de Almeida 55 anos


No próximo dia 12 de abril o município de Severiano de Almeida completa 55 anos de emancipação político-administrativa, mas foi antes mesmo da chegada das obras da Usina Hidrelétrica Itá na região e da formação do lago que banha a encosta do município que os primeiros habitantes criaram uma ligação muito forte ao Rio Uruguai.
No início do século XX, por volta de 1917, as terras de Severiano de Almeida pertenciam ao município de Erechim. Nesta época, a colônia de Nova Itália teve seu desenvolvimento do vilarejo atraído pelas colonizadoras, através da possibilidade da atividade de extração da madeira nativa e utilização das correntezas do Uruguai para o transporte pelas águas.
Emancipado em 1964, o nome do município foi uma homenagem à Severiano de Souza e Almeida, um baiano nascido em 1845, engenheiro, agrimensor e Coronel da Guarda Nacional. Em terras gaúchas teve a missão de chefiar a Comissão de Terras para demarcação de colônias na região, com a finalidade de ajudar no desenvolvimento, com o cadastramento de imigrantes, construção de hospedagens e abertura de caminhos, a fim de dar início a sua urbanização.
 
Repasses e cultura preservadas

Severiano de Almeida tem uma população estimada em 3.842 habitantes (Censo 2010) e um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) alto. O município é um dos 11 municípios lindeiros a UHE Itá. Atualmente, 174 propriedades rurais são vizinhas ao lago da Usina, o que o coloca como o sexto município em área atingida. Com base nas áreas alagadas é que recebe mensalmente a Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos – CFURH. Historicamente, já foram repassados aos cofres municipais cerca de R$ 7 milhões.
Na área central da cidade a história ligada ao empreendimento também ganha destaque. A antiga sede da prefeitura foi uma das oito estruturas conservadas e realocadas dentro do Programa de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Paisagístico da UHE Itá. Hoje o espaço abriga o Museu Municipal (foto) com acervo típico Italiano com grande valor histórico.
Para o gerente do Consórcio Itá, Reginaldo de Oliveira, preservar espaços históricos como este é manter viva a memória de um povo. “Olhar para o futuro e respeitar o passado. O Consórcio Itá, no momento de comemoração do aniversário do município, registra seu reconhecimento pelo trabalho e dedicação da administração municipal e de todos os munícipes de Severiano de Almeida, desejando-lhes sucesso e prosperidade”, reconhece.

 

Compartilhe:

Artigos relacionados

Notícias

Ver outras notícias