Imprensa

Uso, gestão e políticas de preservação das águas são discutidos durante IV Fórum Ambiental


Aconteceu nos dias 26 e 27 de outubro, no Auditório da Universidade do Contestado – UNC, em Concórdia, o IV Fórum Ambiental “Água para o Desenvolvimento Sustentável”, evento parte da Semana do Meio Ambiente e Sustentabilidade – Semas, da ENGIE Brasil Energia. A realização do evento teve como parceiro o Consórcio Itá, Consórcio Machadinho, Universidade do Contestado e apoio do Comitê do Rio Jacutinga, Consórcio Lambari e Ecopef.
Na oportunidade foram ministradas quatro palestras: Água no Século XXI: Problema, soluções e perspectivas, com Dr. José Galizia Tundisi; A governança e o monitoramento do sistema nacional de gerenciamento de recursos hídricos, com Dr. Ângelo Lima; ODS 6 no Brasil – visão da ANA sobre os indicadores, com Marcus André Fuckner; e Importância das florestas na proteção dos mananciais, com Dr. Ricardo Hideo Taniwaki. 
Os temas também foram debatidos com os participantes, que tiveram a oportunidade de fazer colocações e perguntas aos palestrantes convidados. Já o segundo dia, foi marcado por uma visita ao Centro de Referência em Desenvolvimento Sustentável, em Piratuba, e na Usina Hidrelétrica Machadinho Carlos Ermirio de Moraes.

Reflexões:

 “A gestão das águas municipais é fundamental, porque embora os comitês de bacias tenham um papel muito importante, é no município em que a água é tratada e distribuída. A primeira deficiência que eu vejo é que em grande parte das cidades no Brasil, o Plano Diretor não inclui recursos hídricos, como componente estratégico”.
Dr. José Galizia Tundisi, referência nacional e internacional em ecologia e água doce.


“Houve muitos avanços para a captação, mas o lançamento tem uma lacuna muito grande. Até 2 anos atrás a ANA outorgava o lançamento bruto, hoje não é mais assim. Essa regularização de lançamento, seja nas agroindústrias ou nos municípios, por exemplo, é uma forma de você dar normativas, delimitar limites, manter eficiência nas unidades poluidoras”.
Dr. Marcus André Funckner, especialista em Geoprocessamento na Agência Nacional das Águas – ANA.

 

Compartilhe:

Artigos relacionados

Notícias

Ver outras notícias