UHE Itá

Conheça nossa História

  • 1966-1969

    O Comitê de Estudos Energéticos da Região Sul desenvolve estudos para caracterizar os recursos hidroenergéticos da bacia do rio Uruguai e monta um programa de construção de usinas hidrelétricas.

  • 1977-1979

    Os estudos são revisados levando em conta não apenas o melhor aproveitamento energético do rio, mas também aspectos socioeconômicos, culturais, fisioterritoriais e ecológicos. Deste inventário sai um projeto dimensionado com 22 usinas em toda bacia. Itá figura entre as prioritárias, devido ao seu porte e ao custo relativamente baixo da energia firme gerada.

  • 1979-1981

    São realizados os estudos de viabilidade, mais tarde revistos (entre 1984 e 1985), devido a mudanças hidrológicas da bacia causada por enchentes. Nesta fase, altera-se o posicionamento da barragem, que passa a ficar à montante da foz do rio Uvá. Com isso perdeu se um pouco de área de reservatório, mas a região, habitada, foi poupada do alagamento. Nesta época, começam as providências com relação à relocação da cidade de Itá.

  • 1986-1987

    Desenvolvimento e revisão do Projeto Básico, aprovado pelo Departamento Nacional de Água e Energia Elétrica.

  • 1989

    O Brasil decreta moratória e o financiamento acordado com o Banco Mundial para a construção da Usina é suspenso.

  • Para saber mais

    Para saber mais sobre a história da construção da Usina Hidrelétrica Itá, clique aqui e baixe o livro Memórias de uma Usina. O livro é um olhar sobre a complexa história e uma singela homenagem às milhares de mãos que transformaram o sonho da Usina Hidrelétrica Itá em realidade.

GERAÇÃO DE ENERGIA HIDRELÉTRICA

A Energia Hidrelétrica é a energia que vem do movimento das águas, usando o potencial hidráulico de um rio de níveis naturais, queda d'água ou artificiais. Essa energia é a segunda maior fonte de eletricidade do mundo. Frequentemente constroem-se represas que reprimem o curso da água, fazendo com que ela se acumule em um reservatório denominado barragem. Toda a energia elétrica gerada dessa maneira é levada por cabos, dos terminais do gerador até o transformado elevado.

Para aproveitar o potencial hidráulico de um determinado rio, geralmente interrompe-se o seu curso normal através de uma barragem que provoca a formação de um lago artificial chamado reservatório, o qual tem a saída de suas águas controlada pelo vertedouro ou pela comporta da tomada d’água. A água é conduzida até a casa de força através de túneis forçados, passa pela turbina hidráulica, a qual movimenta o gerador. Logo após, a água é restituída ao leito natural do rio através do canal de fuga.

Dessa forma, a água, ao passar pela turbina, faz com que essa gire; por estar acoplada mecanicamente ao gerador, o mesmo, ao girar, transforma a energia mecânica em energia elétrica. A energia gerada é levada, através de cabos ou barras condutoras, dos terminais do gerador até o transformador elevador de tensão, onde tem sua tensão (voltagem) elevada para adequada condução até a subestação blindada a gás SF6.

Para saber mais
sobre como é
produzido esse tipo
de energia pela Usina
Hidrelétrica Itá, clique aqui e
acesse o PDF

Baixar PDF

Municípios da área de abrangência da Usina Hidrelétrica Itá

Santa Catarina

  • Alto Bela Vista

  • Arabutã

  • Concórdia

  • Ipira

  • Itá

  • Peritiba

  • Piratuba

Rio Grande do Sul

  • Aratiba

  • Marcelino Ramos

  • Mariano Moro

  • Severiano de Almeida

Pacuera

O Plano Ambiental de Conservação e Uso do Entorno do Reservatório Artificial – PACUERA -  da Usina Hidrelétrica Itá (UHE Itá), está em elaboração desde 2015, com objetivo de revisar e substituir o atual Plano Diretor do reservatório da UHE Itá, documento em vigência desde o ano 2000. 

A Resolução CONAMA nº 302, de 20 de março de 2002 em seu Artigo 4º, Parágrafo 2º determina que a Consulta Pública, com a apresentação e discussão do PACUERA, deve ser presidida pelo órgão licenciador - IBAMA.

A Consulta Pública é um processo de participação social, com caráter consultivo, aberto a qualquer interessado, na forma e com prazos definidos no seu ato de convocação, conforme determinação da Resolução CONAMA nº 9, de 3 de dezembro de 1987 e Minuta de Instrução Normativa IBAMA nº 4206327 de 21 de janeiro de 2019, que dispõem sobre os procedimentos de realizações de Audiências Públicas, Reuniões Técnicas Informativas e Consultas Públicas no âmbito do processo de licenciamento ambiental.

Para o PACUERA da UHE Itá serão realizadas Consultas Públicas em duas oportunidades, quando haverá a apresentação do novo documento, incluindo espaço para questionamentos, com a finalidade de debater com a comunidade as novas regras para o uso do entorno do reservatório.

Estão convidados a população em geral, os moradores dos 11 municípios lindeiros ao reservatório, representantes da administração pública, Câmara de Vereadores, Poder Judiciário, conselhos municipais, entidades de classe, entre outras.
 
As consultas públicas ocorrerão segundo a seguinte programação:

Data: 28 de agosto de 2019
Horário: 19h
Município: Marcelino Ramos (RS)
Local: Salão Paroquial (Pavilhão da Joanpepa), ao lado da igreja católica
Endereço: Rua Rui Barbosa, nº 61, centro.

Data: 29 de agosto de 2019
Horário: 19h
Município: Itá (SC)
Local: S.E.R. Cruzeiro
Endereço: Avenida Tancredo Neves, nº 136, em frente à igreja católica

Haverá transporte gratuito saindo dos municípios. Confira o Itinerário.

Para possibilitar o conhecimento do documento antes das Consultas Públicas, visando uma discussão mais efetiva, o Consórcio Itá disponibiliza seu acesso em formato digital.

Além disso, o documento está disponível para consulta: em formato digital no endereço eletrônico do IBAMA: 
http://licenciamento.ibama.gov.br/ e fisicamente nas Prefeituras Municipais de Alto Bela Vista/SC, Arabutã/SC, Concórdia/SC, Ipira/SC, Itá/SC, Peritiba/SC, Piratuba/SC, Aratiba/RS, Marcelino Ramos/RS, Mariano Moro/RS e Severiano de Almeida/RS, no CDA – Centro de Divulgação Ambiental do Consórcio Itá em Itá/SC e na Usina Hidrelétrica Itá.

 


Notícias

Ver outras notícias